Professoras alfabetizadoras: memórias de leitura e prática pedagógica

Filomena Elaine Paiva Assolini

Resumo


Apresentamos resultados de uma pesquisa de pós-doutorado, em que foi investigada a relação que professoras alfabetizadoras estabeleceram com a leitura durante a infância. Buscamos saber como tal relação repercute em suas atuais práticas pedagógicas. O referencial teórico é constituído a partir da Análise do Discurso de matriz francesa, da Teoria Sócio‑Histórica do Letramento e das contribuições de Chartier e seguidores. As análises discursivas realizadas assinalam que as professoras que experimentaram relações amorosas com a leitura na infância desenvolvem práticas pedagógicas que possibilitam aos alunos ocupar a posição de intérpretes‑historicizados. Professoras que vivenciaram o desprazer com a leitura, sem ressignificá-lo, reproduzem o discurso pedagógico escolar tradicional

Palavras-chave


ALFABETIZAÇÃO, PROFESSORAS ALFABETIZADORAS; LEITURA; PRÁTICA PEDAGÓGICA ESCOLAR

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.20500/rce.v13i27.16562

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Contemporânea de Educação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

         


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.