LÍNGUA INGLESA E CONTEXTO ACADÊMICO-UNIVERSITÁRIO: AVALIANDO E REPROJETANDO PRÁTICAS PLURILÍNGUES E TRANSCULTURAIS SOB A LUZ DOS MULTILETRAMENTOS

Cláudia Hilsdorf Rocha

Resumo


Este artigo retrata resultados de um estágio pós-doutoral sobre o inglês em contexto acadêmico-universitário, mais especificamente no Programa de Formação Interdisciplinar Superior, implantado na Unicamp em 2011 e destinado a jovens egressos do Ensino Médio público de Campinas (SP). Foca-se o material didático elaborado como recurso mediador para as disciplinas de língua inglesa, visando delimitar teoricamente as características centrais desse instrumento frente à formação cidadã e à noção ressignificada de inglês para fins específicos. O embasamento recai na Pedagogia dos Multiletramentos, atrelada à visão bakhtiniana de linguagem e ao conceito de gêneros discursivos como potentes mediadores do processo educativo.

Palavras-chave


ensino crítico de inglês para fins acadêmicos; multiletramentos; gêneros discursivos.

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, M. M. The dialogic imagination. Austin: University of Texas Press, 1981.

BAKHTIN, M. M. Questões de Literatura e de Estética (A Teoria do Romance). São Paulo: Editora Hucitec, 1988 [1934-1935].

BAKHTIN, M. M. /Volochínov, V. N.. Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003 [1979].

BAKHTIN, M. M. /Volochínov, V. N. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec, 2004 [1929].

BAUMAN, Z. Modernidade Líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 2001.




DOI: https://doi.org/10.20500/rce.v7i13.1659

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



    


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.