O CORPO NA/DA ESCOLA: AS POSSIBILIDADES DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR NA (DES)CONSTRUÇÃO DAS REPRESENTAÇÕES CORPORAIS

Matheus Castro da Silva, Guilherme Gonçalves Baptista

Resumo


Ao considerar o corpo uma construção sociocultural, esse estudo objetiva investigar a internalização de padrões de beleza em alunos do 2º ano do Ensino Fundamental numa escola municipal de Nova Iguaçu no Rio de Janeiro e discuti-la no âmbito da Educação Física. As fontes de informações foram imagens selecionadas pelos alunos através de diferentes revistas, com a finalidade de buscarem uma foto de uma pessoa que parecesse consigo e outra que gostariam de parecer. Os dados, tratados pela análise de conteúdo, evidenciaram padrões de beleza específicos em detrimento de características inclusive mais associadas aos alunos, embora houvesse desvios desses modelos.


Palavras-chave


Ensino de Educação Física; Aparência corporal; Padrões de Beleza

Texto completo:

PDF

Referências


ALVIN, C. H. F.; TABORDA DE OLIVEIRA, M. A. Uma experiência de construção do currículo escolar para a Educação Física: das amarras da tradição à tentativa de reorientação. In: TABORDA DE OLIVEIRA, M. A. (org). Educação do corpo na escola brasileira. Campinas: Autores Associados, p. 195-209, 2006.

BASSANI, J. J.; TORRI, D.; VAZ, A. F. Sobre a presença do esporte na escola: paradoxos e ambiguidades. Movimento, Porto Alegre, v. 9, n. 2, p. 89-112, 2003.

BEIRAS, A. et al. Gênero e super-heróis: o traçado do corpo masculino pela norma. Psicologia e Sociedade, Porto Alegre, v. 19, n. 3, 2007.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. Tradutor Fernando Tomaz (português de Portugal). 15 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2011.

BOURDIEU, P. A dominação masculina. Tradução Maria Helena Kühner. 11 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.20500/rce.v9i18.1863

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

         


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.