CORPO E MOVIMENTO NA EDUCAÇÃO ESCOLAR: PERSPECTIVA HISTÓRICA DE UM IMPASSE

Carlos Herold Junior

Resumo


O objetivo deste trabalho é evidenciar que as dificuldades da educação corporal no interior da escola são problemas característicos de uma longa tradição na história educacional. Para isso, a partir de inquietações existentes na atualidade, estudamos as ideias pedagógicas de John Locke (1632-1704) e Robert Baden-Powell (1857-1941). Como resultado, evidenciamos que no decorrer da história existe uma postura de reconhecimento do valor do corpo e de suas atividades na educação das crianças e dos jovens. Todavia, desde o nascimento do mundo moderno a escola tem experimentado grandes dificuldades para realizá-la no seu interior e, por isso, ela tem sido alvo de incisivas críticas, independentemente do fato dessa instituição possuir funções e alcances que se transformam com o tempo.

Palavras-chave


educação corporal, educação física escolar, história da educação, liberalismo, escotismo

Texto completo:

PDF

Referências


ARENDT, H. A condição humana. 11.ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010.

BADEN-POWELL, R. Scouting for boys. London: H.Cox, 1908.

BADEN-POWELL, R. Scouting and youth movements. London: Ernest Benn Limited, 1929.

BADEN-POWELL, R. Lessons from the varsity of life. 1933.

CAMBI, F. História da Pedagogia. São Paulo: Unesp, 1997.

CAPARROZ, F. ; BRACHT, V. O tempo e o lugar de uma didática da educação física. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 28, p. 21-37, 2007.

FENSTERSEIFER, P. E. ; GONZÁLEZ, F. J. . Desafios da legitimação da educação física na escola republicana. Horizontes - Revista de Educação, v. 1, p. 33, 2013.

FOUCAULT, M. A hermenêutica do sujeito. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

GONDRA, J. G.;SCHUELER, A. Educação, poder e sociedade no império brasileiro. São Paulo: Cortez, 2008.

LEONEL, Z. Contribuição à história da escola pública (Elementos para a crítica da teoria liberal de Educação). Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas-SP, 1994.

LOCKE, J. Some thoughts concerning education and Of the conduct of the understanding. Indianapolis: Hackett Publishing Company, 1996.

LOCKE, J. Ensaios políticos. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

LOMBARDI, J. C. Educação e Ensino na obra de Marx e Engels. 1. ed. Campinas, SP: Editora Alínea, 2011.

MARX, K. O capital- crítica da economia política. 4. ed. São Paulo: Bertrand Brasil, 1994.

ORTEGA, F. O corpo incerto: corporeidade, tecnologias médicas e cultura contemporânea. Rio de Janeiro: Garamond, 2008.

SERVA, M. P. A educação nacional. Pelotas: Echenique & Comp. -- Livraria Universal, 1924.

SIBILIA, P. Redes ou paredes: a escola em tempos de dispersão. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.

TABORDA DE OLIVEIRA, M. A.; OLIVEIRA, L. P. A. de ; VAZ, A. F. Sobre a corporalidade e a escolarização: contribuições para a reorientação das práticas escolares da disciplina de educação física. Pensar a Prática (Online), v. 11, p. 212-236, 2008.




DOI: https://doi.org/10.20500/rce.v10i19.1927

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista Contemporânea de Educação



         


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.