O acervo da Escola Técnica Estadual Henrique Lage como fonte de pesquisa para a história da educação fluminense

Nailda Marinho da Costa, Sâmela Cristinne Furtado de Carvalho Ignácio

Resumo


O artigo trata do uso e do potencial do acervo da Escola Técnica Estadual Henrique Lage como fonte de pesquisa para a história da educação fluminense. Acervo localizado em dois espaços distintos no interior da instituição escolar: no Centro de Memória Henrique Lage e no arquivo da escola. O primeiro se constitui como um espaço de pesquisa e recuperação da memória da escola criada em 1923 como escola profissional para meninos e que hoje integra o conjunto de seis escolas técnicas centenárias da Fundação de Apoio à Escola Técnica do Rio de Janeiro; o segundo se constitui como um setor ligado à secretaria escolar que é alvo de atuação do primeiro, tendo em vista que no arquivo se encontra uma documentação produzida e acumulada pela instituição escolar desde a sua criação, portanto de valor histórico, até os dias atuais.


Palavras-chave


Arquivos Escolares; História da educação; Escola técnica

Texto completo:

PDF

Referências


ARQUIVO NACIONAL. Dicionário brasileiro de terminologia arquivística. Rio de Janeiro, RJ, 2005.

BONATO, N. M. C. Os arquivos escolares como fonte para a história da educação. Revista Brasileira de História da Educação, v. 5, n. 2 (10), p. 193-220, jul./dez. 2005.

BONATO, N. M. C. A escola profissional para o sexo feminino através da imagem fotográfica. Tese (Doutorado em Educação) — Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2003.

BONATO, N. M. C. Arquivos escolares: limites e possibilidades para a pesquisa. REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 25, 2002, Caxambu. Anais. Rio de Janeiro, RJ: ANPED, 2002.

BONATO, N. M. C. Memória da educação: preservação de arquivos escolares. Presença Pedagógica, Belo Horizonte, v. 6, n. 35, set./out. 2000.

CARDOSO, T. F. L. A reforma do ensino profissional, de Fernando de Azevedo, na escola Wescelaus Braz. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, n. 14, v. 5, p. 1-13, jan./abr. 2003.

CUNHA, L. A. O ensino de ofícios nos primórdios da industrialização. São Paulo, SP: Universidade Estadual Paulista, 2005

FURTADO, A. C. Os arquivos escolares e sua documentação: possibilidades e limites para a pesquisa em história da educação. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 2, n. 2, p. 145-59, jul./dez. 2011. https://doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v2i2p145-159

GINZBURG, C. Sinais: raízes de um paradigma indiciário. In: GINZBURG, C. Mitos, emblemas, sinais: morfologia e história. São Paulo, SP: Companhia das Letras, 1990.

GINZBURG, C. O fio e os rastros: verdadeiro, falso ou fictício. São Paulo, SP: Companhia das Letras, 2007.

IGNÁCIO, S. C. F. C. A (re)construção histórica da escola profissional Washington Luís (1923-1931). Dissertação (Mestrado) — Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, 2016.

LE GOFF, J. História e memória. 4. ed. Campinas, SP: Universidade Estadual de Campinas, 1996.

LOPES, L. C. A nova arquivística na modernização administrativa. Brasília, DF: Projeto, 2009.

MEDEIROS, R. H. A. Arquivos escolares: breve introdução a seu conhecimento. In: COLÓQUIO DO MUSEU PEDAGÓGICO, 3, 2003, Vitória da Conquista. Anais. Vitória da Conquista, BA: Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, 2003. Disponível em: .

MOTTA, M. S. A fusão da Guanabara com o Estado do Rio: desafios e desencantos. In: FREIRE, A.; SARMENTO, C. E.; MOTTA, M. S. (Orgs.). Um estado em questão: os 25 anos do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, RJ: Fundação Getulio Vargas, 2001. p.19-56.

PROST, A. Doze lições sobre a história. 2. ed. Belo Horizonte, MG: Autêntica, 2014.

THOMAZ, S. B. Os impasses e as perspectivas do ensino de 2º grau: o caso concreto do colégio Estadual Henrique Lage. Dissertação (Mestrado em Educação) — Universidade Federal Fluminense, Niterói, RJ 1985.

VIDAL, D. Fim do mundo do fim: avaliação, preservação e descarte documental. In: FARIA FILHO, L. M. (Org.). Arquivos, fontes e novas tecnologias: questões para a história da educação. Campinas, SP: Autores Associados, 2000. p. 31-43 (Coleção memória da educação).




DOI: https://doi.org/10.20500/rce.v14i30.21498

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Contemporânea de Educação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

         


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.