A Iniciação Científica na Educação Básica sob a ótica docente

Taiane Lucas Pontel, Josimar de Aparecido Vieira

Resumo


Este estudo, oriundo de um recorte de pesquisa de mestrado, analisa as percepções de professores do ensino médio integrado à educação profissional (EMIEP) sobre a Iniciação Científica (IC) do IFRS, os fatores que determinam suas participações como orientadores, as contribuições da IC para o estudante e os principais desafios e perspectivas encontradas neste processo. Foi desenvolvido a partir de pesquisa bibliográfica e pesquisa de campo por meio de um estudo de caso envolvendo professores que atuam nos Campi do IFRS que oferecem o EMIEP sendo a coleta de dados realizada por meio de um questionário. O desenvolvimento da IC pode contribuir para a institucionalidade do IFRS, assim como para sua expansão e retroalimentação de políticas educacionais voltadas para a educação profissional.

 


Palavras-chave


iniciação científica, ensino médio integrado á educação profissional, professores.

Texto completo:

PDF

Referências


BIANCHETTI, L. et al. A iniciação à pesquisa no Brasil: políticas de formação de jovens pesquisadores. Revista Educação UFSM, Santa Maria, v. 37, n. 3, p. 569-584, set./dez. 2012.

BRASIL. Lei n° 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Casa Civil, Subchefia para assuntos jurídicos. Disponível em: . Acesso em: 18 maio 2019.

CNPq. Programas Institucionais de Iniciação C&T. Site institucional, 2019. Disponível em: . Acesso em: 04 jan. 2019.

CRUZ, M. H.; SANTOS, R. V.; SANTOS, E. P. Atividade de pesquisa no ensino médio: a educação científica no espaço da ICJr. In: EDUCERE - Congresso Nacional de Educação, 13, 2017, Curitiba. Anais... Curitiba, 2017, p. 8754-8770. Disponível em: . Acesso em: 03 nov. 2018.

DEMO, P. Educação Científica. Revista Brasileira de Iniciação Científica, v. 1, n. 1, p. 1-19. Itapetininga: IFSP, 2014. Disponível em: . Acesso em: 06 jul. 2019.

______ . Pesquisa-princípio científico e educativo. 14. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

FERREIRA, C. A. CONCEPÇÕES da iniciação científica no ensino médio: uma proposta de pesquisa. Trabalho, Educação e Saúde, v. 1, n. 1, p. 115-130, 2003. Disponível em: . Acesso em: 22 fev. 2019.

FILIPECKI, A.; BARROS, S. S. e ELIA, M, F. A visão dos pesquisadores-orientadores de um programa de vocação científica sobre a iniciação científica de estudantes de ensino médio. Ciência e Educação, v. 12, n. 2, p. 199-217, 2006. Disponível em: . Acesso em: 06 fev. 2019.

IFRS. Ministério da Educação. Pesquisa, Pós-graduação e Inovação: programas, bolsas e auxílios. Site institucional, 2018. Disponível em: . Acesso em: 30 nov. 2018.

______. Instrução Normativa Proppi Nº 002 de 04 de abril de 2017 – Regulamenta o Programa de Auxílio à Apresentação de Trabalhos em Eventos Científicos e de Inovação, no país e no exterior, por DISCENTES do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), vinculados a Grupos de Pesquisa e a projetos de pesquisa e inovação institucionalizados. Disponível em: https://ifrs.edu.br/documentos/instrucao-normativa-proppi-no-02-de-04-de-abril-de-2017-regulamenta-o-programa-de-auxilio-apresentacao-de-trabalhos-em-eventos-cientificos-e-de-inovacao-no-pais-e-no-exterior-por-discent/. Acesso em: 28 nov. 2018.

MASSI, L.; QUEIROZ, S. L. A perspectiva brasileira da iniciação científica: desenvolvimento e abrangência dos programas nacionais e pesquisas acadêmicas sobre a temática. In: MASSI, L.; QUEIROZ, S. L (org.). Iniciação Científica: aspectos históricos, organizacionais e formativos da atividade no ensino superior brasileiro. São Paulo: Editora UNESP, 2015, p. 37-56.

______. (org.). Iniciação Científica: aspectos históricos, organizacionais e formativos da atividade no ensino superior brasileiro. São Paulo: Editora UNESP, 2015. E-book. Disponível em: http://books.scielo.org/id/s3ny4. Acesso em 11 jun. 2019.

______. Estudos sobre a iniciação científica no Brasil: uma revisão. Cadernos de Pesquisa, v. 40, n. 139, p. 173-197, jan./abr. 2010.

OLIVEIRA, F. P. Z; BAZZO, W. A. Iniciação científica no ensino médio: Por quê? Para quê? Para quem?. In: JORNADAS Latino-americanas de Estudos Sociais da Ciência e da Tecnologia, 11, 2016. Anais...UTFPR: Curitiba, 2016. Disponível em < http://www.abrapecnet.org.br/enpec/xi-enpec/ >. Acesso em: 30 jan. 2019.

OLIVEIRA, A.; BIANCHETTI, L. Iniciação Científica Júnior: desafios à materialização de um círculo virtuoso. Ensaio: Avaliação e Políticas em Educação, Rio de Janeiro, v. 26, n. 98, p. 133-162, 2018. Disponível em: . Acesso em: 14 nov. 2018.

PIRES, R. C. M. O trabalho do professor-pesquisador e o PIBIC/CNPq. In: MASSI, L.; QUEIROZ, S. L (org.). Iniciação Científica: aspectos históricos, organizacionais e formativos da atividade no ensino superior brasileiro. Paulo: Editora UNESP, 2015, p. 89-108.

PLATAFORMA NILO PEÇANHA. Professores por instituição, unidade ensino, regime de trabalho e vínculo com a administração pública. Site institucional. Ano-base 2018. Disponível em: . Acesso em: 13 mar. 2019.




DOI: https://doi.org/10.20500/rce.v15i32.30925

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Contemporânea de Educação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

         


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.