CÍRCULOS RESTAURATIVOS: UMA EXPERIÊNCIA DE ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA ESCOLAR

Alison Diego Leajanski, Carla Silvia Pimentel

Resumo


A investigação, apresentada neste texto, revela a experiência de um colégio público do município de Ponta Grossa – PR com a utilização de Círculos. São práticas de Justiça Restaurativa, originárias de povos ancestrais, agora presentes em ambientes escolares. A pesquisa, que foi realizada com um grupo de facilitadores do colégio, tem abordagem qualitativa descritiva, de cunho interpretativo. Em síntese, os resultados demonstraram que os Círculos estabeleceram o diálogo como meio de resolução de conflitos, permitindo a prevenção e enfrentamento à violência escolar para construção de ambientes de paz. Ainda revelaram, que brigas dentro e fora do colégio diminuíram, bem como as depredações, mas, em especial, que os alunos desenvolveram sentimento de pertença ao colégio.


Palavras-chave


Práticas Restaurativas; Violência Escolar; Educação Básica

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Ana Paula. Justiça Restaurativa na escola: perspectiva pacificadora? 2010. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 139 p. 2010.

BOONEN, Maria Petronella. A Justiça Restaurativa, um desafio para a educação. 2011. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 261 p. 2011.

BRANCHER, Leoberto; SILVA, Susiâni (Orgs.). Justiça para o século 21. Semeando Justiça e Pacificando Violências: Três anos de experiência da Justiça Restaurativa na Capital Gaúcha. Porto Alegre: Nova Prova, 2008.

BRASIL. Conselho Nacional de Justiça. Resolução nº 225 de 31 de maio de 2016. Dispõe sobre a Política Nacional de Justiça Restaurativa no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 09 jan. 2019.

CARAVELLAS, Elaine Maria Clemente Tiritan Muller. Justiça Restaurativa. In: LIVIANU, Roberto (Coord.). Justiça, cidadania e democracia. Rio de Janeiro: Centro Edelstein de Pesquisa Social, 2009. p. 120-131.

DIAS, Rodrigo Rodrigues; FERREIRA, Luiz Antonio. Desvendando o CEJUSC para Magistrados – Cartilha. Curitiba: TJPR, 2018.

ERLICH, Vanessa Harmuch Perez. Justiça Restaurativa na Socioeducação. In: CONGRESSO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO, 22, 2017, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: CONAMP – AMMP, 2017. p. 542-547.

FROESTAD, Jan; SHEARING, Clifford. Prática da Justiça - O Modelo Zwelethemba de Resolução de Conflitos. In: VITTO, Renato Campos Pinto de; SLAKMON, Catherine; PINTO, Renato Sócrates Gomes (Orgs.). Justiça Restaurativa. Brasília: Ministério da Justiça e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, 2005. p. 41-52.

GROSSI, Patrícia Krieger et al. Implementando práticas restaurativas nas escolas brasileiras como estratégia para a construção de uma cultura de paz. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 9, n. 28, p. 497-510, set./dez. 2009.

MARSHALL, Cris; BOYACK, Jim; BOWEN, Helen. Como a Justiça Restaurativa Assegura a Boa Prática? Uma Abordagem Baseada Em Valores. In: VITTO, Renato Campos Pinto de; SLAKMON, Catherine; PINTO, Renato Sócrates Gomes (Orgs.). Justiça Restaurativa. Brasília: Ministério da Justiça e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, 2005. p. 269-280.

MENEZES, Cristiane Penning Pauli de; GRANZOTTO, Daiane Stradiotto. Bullying escolar: a Justiça Restaurativa como forma de enfrentar e prevenir violências em contraponto ao enfrentamento judicial dos conflitos escolares. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE DEMANDAS SOCIAIS E POLÍTICAS PÚBLICAS NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA, 12, 2015, Santa Cruz do Sul. Anais... Santa Cruz do Sul: UNISC, 2015. p. 01-16.

MORRISON, Brenda. Justiça Restaurativa nas Escolas. In: VITTO, Renato Campos Pinto de; SLAKMON, Catherine; PINTO, Renato Sócrates Gomes (Orgs.). Justiça Restaurativa. Brasília: Ministério da Justiça e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, 2005. p. 297-322.

MULLET, Judy H.; AMSTUTZ, Lorraine Stutzman. Disciplina Restaurativa para Escolas. Tradução de Tônia Van Acker. São Paulo: Palas Athena, 2012.

PARANÁ. Tribunal de Justiça. Resolução nº 004 de 16 de abril de 2015. Dispõe sobre a implementação da Justiça Restaurativa no âmbito do Poder Judiciário Estadual Paranaense. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2019.

PARKER, L. Lynette. Justiça Restaurativa: Um Veículo para a Reforma? In: VITTO, Renato Campos Pinto de; SLAKMON, Catherine; PINTO, Renato Sócrates Gomes (Orgs.). Justiça Restaurativa. Brasília: Ministério da Justiça e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, 2005. p. 249-268.

PINTO, Renato Sócrates Gomes. Justiça Restaurativa é Possível no Brasil? In: VITTO, Renato Campos Pinto de; SLAKMON, Catherine; PINTO, Renato Sócrates Gomes (Orgs.). Justiça Restaurativa. Brasília: Ministério da Justiça e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, 2005. p. 19-40.

PONTA GROSSA. Procuradoria Geral do Município. Lei nº 12.674 de 10 de novembro de 2016. Dispõe sobre a Política Pública de Implantação do Programa Municipal de Implementação de Práticas Restaurativas no Município de Ponta Grossa e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 12 jan. 2019.

PRANIS, Kay. Círculos de Justiça Restaurativa e de construção de paz: guia do facilitador. Tradução de Fátima de Bastiani. Porto Alegre: Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul, 2011.

PRANIS, Kay. Processos Circulares de Construção de Paz. Tradução de Tônia Van Acker. São Paulo: Palas Athena, 2010.

PRUDENTE, Neemias Moretti; SABADELL, Ana Lucia. Mudança de Paradigma: Justiça Restaurativa. Revista Jurídica Cesumar, v. 8, n. 1, p. 49-62, jan./jun. 2008.

SCURO NETO, Pedro. Chances e entraves para a Justiça Restaurativa na América Latina. In: VITTO, Renato Campos Pinto de; SLAKMON, Catherine; PINTO, Renato Sócrates Gomes (Orgs.). Justiça Restaurativa. Brasília: Ministério da Justiça e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, 2005. p. 227-246.

VARELA, Carmen Augusta; SASAZAKI, Fernanda Sayuri. Justiça Restaurativa Aplicada em Escolas Públicas do Estado de São Paulo: Estudo de Caso de Pós-Implementação em Heliópolis e Guarulhos. In: ENCONTRO DA ANPAD, 38, 2014, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2014. p. 01-15.

VITTO, Renato Campos Pinto de. Justiça Criminal, Justiça Restaurativa e Direitos Humanos. In: VITTO, Renato Campos Pinto de; SLAKMON, Catherine; PINTO, Renato Sócrates Gomes (Orgs.). Justiça Restaurativa. Brasília: Ministério da Justiça e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, 2005. p. 41-52.

ZEHR, Howard. Justiça Restaurativa. Tradução de Tônia Van Acker. São Paulo: Palas Athena, 2015.

ZEHR, Howard. Trocando as lentes: um novo foco sobre o crime e a justiça. Tradução de Tônia Van Acker. São Paulo: Palas Athena, 2008.




DOI: https://doi.org/10.20500/rce.v15i34.35021

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Contemporânea de Educação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

         


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.