LER, ESCREVER E BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA DICOTOMIA MAL COLOCADA

Liane Castro de Araujo

Resumo


O artigo apresenta um ensaio sobre a leitura e escrita na Educação Infantil, discutindo sobre a importância da compreensão dos sentidos de aprender a ler e escrever nesse segmento, sem perder de vista as particularidades e os princípios relativos à aprendizagem das crianças pequenas, e os eixos do ensino, ancorados nas interações e na brincadeira. Tomando a leitura e escrita como práticas socioculturais que interessam e fazem parte da vida das crianças, o artigo aborda o brincar de ler e de escrever como eventos de letramento e importantes situações socioculturais de aprendizagem, sejam essas situações de faz de conta que lê e que escreve, nas interações entre as crianças e adultos em torno da leitura e escrita, sejam no contexto das brincadeiras simbólicas entre as crianças. 

Palavras-chave: Educação Infantil. Escrita. Leitura. 


Palavras-chave


Educação Infantil; linguagem

Texto completo:

PDF

Referências


ARCE, Alessandra; JACOMELI, Mara Regina Martins (Org.). Educação Infantil versus educação escolar: entre a (des)escolarização e a precarização do trabalho pedagógico nas salas de aula. Campinas, SP: Autores Associados, 2012.

ARCE, Alessandra. (Org.). Interações ou brincadeiras? Afinal o que é mais importante na educação infantil? E o ensino como fica? In: ARCE, Alessandra. (Org.). Interações e brincadeiras na Educação Infantil. Campinas, SP: Alínea, 2013, p. 17-39.

ARAUJO, Liane. Tá iquito aqui! Eventos de letramento e as práticas de leitura e escrita antes da alfabetização. In: ARAPIRACA, Mary de Andrade; BELTRÃO, Lícia Maria Freire; SILVA, Cleverson Suzart. (Org.). Estudos e passagens do Proinfantil na Bahia. 1ª ed. Salvador: EDUFBA, 2012, v. , p. 49-64.

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da Linguagem. 2ª ed. São Paulo: HUCITEC, 1981.

BAPTISTA, Mônica Correa. A linguagem escrita e o direito à educação na primeira infância. In: Anais do I Seminário Nacional: Currículo em movimento -- Perspectivas Atuais. Belo Horizonte, nov. 2010, p. 1-12.

BRANDÃO, Ana Carolina Perrusi; LEAL, Telma Ferraz; Alfabetizar e letrar na Educação infantil: o que isso significa? In: BRANDAO, Ana Carolina Perrusi; ROSA, Ester Calland de Sousa. (Org.). Ler e Escrever na Educação infantil: discutindo praticas pedagógicas. 2ª ed. Belo Horizonte: Autentica, 2011, p. 13-31.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Brasília: MEC/SEB, 2010.

BRESCIANE, Ana Lúcia. Alfabetização e Educação Infantil: relações delicadas. Revista Avisa Lá, n. 17, p. 37-39 , jan. 2004.

BROUGÈRE, Gilles. Jogo e educação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

_______. Brinquedo e cultura. Versão brasileira e adaptação: Gisele Wajskop. 8ª ed. São Paulo: Cortez, 2010.

COHN, Clarice. Antropologia da criança. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed.: 2005. (Col. Passo-a-passo, 57).

CORSINO, Patrícia. Professoras de Educação Infantil e suas visões de letramento: tensões da prática. In: KRAMER, Sônia; ROCHA, Eloisa Candal (Org.). Educação infantil: enfoques em diálogo. 3.ed. Campinas, SP: Papirus, 2011. p. 241-257 (Série Prática Pedagógica).

ELKONIN, Daniil B. Psicologia do jogo. 2ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

FERREIRO, Emilia; TEBEROSKY, Ana. Psicogênese da língua escrita. Porte Alegre: Artes Médicas, 1985.

FERREIRO, Emilia. Com todas as letras. 9º ed. São Paulo: Cortez, 2001.

HALL, Nigel. O brincar, o letramento e o papel do professor. In: MOYLES, Janet R. (Org.). A excelência do brincar. Porto Alegre: Artmed, 2006, p. 135-147.

KISHIMOTO, Tizuko. O jogo e a educação infantil. In: KISHIMOTO, M. T. Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. 7ª ed. São Paulo: Cortez, 2003, p. 13-43.

_______. O brincar e a linguagem. In: FARIA, Ana Lúcia Goulart de.; MELLO, Suely Amaral de. (Org.). O mundo da escrita no universo da pequena infância. 3ª ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2012, p. 45-61.

KLEIMAN. Ângela. Projetos de letramento na Educação infantil. Caminhos em Linguística Aplicada, Taubaté, v.1, n.1, p.1-10, 2009.

_______. (Org.). Os significados do letramento: uma nova perspectiva sobre a prática social da escrita. Campinas, SP: Mercado de Letras, 1995.

LEONTIEV, Alexis; Os princípios psicológicos da brincadeiras pré-escolar. In: VYGOTSKY, Lev Semyonovich.; LEONTIEV, Alexis; LURIA, Alexander Romonovich. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. São Paulo: Ícone/EDUSP, 1988, p. 119-142.

Lerner, Délia. Ler e escrever na escola: O real, o possível e o necessário. Porto Alegre: Artmed, 2002.

LURIA, Alexander Romonovich, O desenvolvimento da escrita na criança. In: VYGOTSKY, Lev Semyonovich.; LEONTIEV, Alexis; LURIA, Alexander Romonovich. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 4.ed. São Paulo: Ícone/EDUSP, 1988, p. 143-189.

MAYRINK-SABINSON, Maria Laura. Reflexões sobre o processo de aquisição da escrita. In: ROJO, R. (Org.). Alfabetização e letramento: perspectivas linguísticas. Campinas, SP: Mercado de Letras, 1998. p. 87-120.

OLIVEIRA, Zilma Ramos de. O trabalho do professor na educação infantil. São Paulo: Editora Biruta, 2012.

PIAGET, Jean. A formação do símbolo na criança: imitação, jogo e sonho, imagem e representação. Rio de Janeiro: Zahar, 1975.

ROJO, Roxane. Concepções não valorizadas de escrita: a escrita como ‘um outro modo de fala'. In: KLEIMAN, Ângela (Org.). Os significados do letramento: uma nova perspectiva sobre a prática social da escrita. Campinas, SP: Mercado de Letras, 1995. p. 15-61.

_______. Letramento e capacidades de leitura para a cidadania. Programa Ensino Médio em Rede, Rede do Saber/SEE-SP; Programa Ler e Escrever: desafio de todos, CENPEC/SMESP. São Paulo: SEE-SP e SME-SP, 2004. Disponível em: http://deleste2.edunet.sp.gov.br/htpc2012/pc1_letramento.pdf

SARMENTO, M. J. Imaginário e culturas da infância - As marcas dos tempos: a interculturalidade nas culturas da infância, Projeto POCTI/CED/49186/2002. Uminho, 2002, p. 1-18. Disponível em: http://titosena.faed.udesc.br/Arquivos/Artigos_infancia/Cultura%20na%20Infancia.pdf

SMOLKA, Ana Luiza Bustamante. A criança na fase inicial da escrita: a alfabetização como processo discursivo. São Paulo: Cortez; Campinas, SP: Editora da Universidade de Campinas, 9. ed., 2000.

SOARES, Magda. Letramento e alfabetização: as muitas facetas. Revista Brasileira de Educação, jan./fev./mar./abr., no. 25, 2004, p. 5-17.

STEMMER, Márcia Regina Goulart. A educação e a alfabetização. In: ARCE, Alessandra; MARTINS, Lígia Márcia. Quem tem medo de ensinar na Educação Infantil? Em defesa do ato de ensinar. 3ª ed. Campinas, SP: Alínea, 2013, p. 127-147.

VÓVIO, Claudia Lemos; ROMERO, Márcia. A formação de leitores no ciclo de alfabetização: a palavra escrita como brinquedo e a leitura como brincadeira. In: SILVEIRA, Everaldo [et al.] (Org.). Alfabetização na perspectiva do letramento: letras e números nas práticas sociais. Florianópolis: UFSC/CED/NUP, 2016, p. 153-175.

VYGOTSKY, Lev S. A formação social da mente. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1991




DOI: https://doi.org/10.20500/rce.v12i24.3578

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Contemporânea de Educação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

         


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.