Algumas considerações sobre a presença da epigrafia em latim no Rio de Janeiro

Danilo Oliveira Nascimento Julião

Resumo


O artigo pretende apresentar algumas considerações a respeito da presença de inscrições epigráficas em língua latina na cidade do Rio de Janeiro, na região da baía de Guanabara. Gravadas em obras públicas construídas ou reformadas nos séculos XVIII e XIX, esse corpus mostra um novo registro sobre a memória da cidade. A partir dos estudos de Julião (2018), Abascal (1995) e Susini (1982), definiremos o que é uma inscrição epigráfica e seu suporte material, além de explicar como a língua latina se apresentou na cidade através das inscrições.

Palavras-chave


Inscrições latinas. História do Rio de Janeiro. Logradouros públicos. Cultura material. Epigrafia.

Texto completo:

PDF

Referências


ABASCAL PALAZÓN, Juan Manuel. Epigrafía latina e historia antigua. In: Antigüedad y Cristianismo. N. 12. Murcia: Universidad de Murcia, p. 437-447, 1995.

ANDREU PINTADO, Javier. La Investigación sobre fuentes epigráficas. Las inscripciones y su contribución a la Historia de la Antigüedad: la epigrafía latina. In: AGORRETA, Maria Jesus Pérex (Coord.). Métodos y técnicas de investigación histórica I. Navarra: Universidad Nacional de Educación a Distancia, 2012. p. 579-626.

BARRETT, John C. Chronologies of remembrance: The interpretation of some Roman inscriptions. World Archaeology, 25:2, p. 236-247, 1993.

CHOAY, Françoise. A alegoria do monumento. Trad. Luciano Vieira Machado. 6.ed. São Paulo: Estação Liberdade: Ed. UNESP, 2017.

CORASSIN, Maria Luiza. O uso da escrita na epigrafia latina. Classica, São Paulo, v. 11/12, n.11/12, p. 205-212, 1998/1999.

DESBORDES, Françoise. Concepções sobre a escrita na Roma antiga. Trad. Fúlvia M. L. Moretto e Guaracira Marcondes Machado. São Paulo: Ática, 1995.

D’ENCARNAÇÃO, José Manuel dos Santos. Epigrafia Latina e História Romana. In: Phoinix. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, p. 101-108, 1996.

FERREIRA, Desembargador Vieira. Antigas inscripções do Rio e Niterói. Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, tomo 106, volume 160. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, p. 29-58, 1929.

GUISAN, Pierre François George. O que é um autor? Autor dentro da história e escritor fora do seu tempo. In: A literatura no encontro com o outro. Curitiba: Editora CRV, p. 15-35, 2018.

ISOLDI, Francisco. A Epigrafia: síntese geral. Revista de História, vol. 4, nº 9. São Paulo: EDUSP, p. 89-106, 1952.

JULIÃO, Danilo Oliveira Nascimento. As inscrições latinas nos monumentos do Rio de Janeiro dos séculos XVIII e XIX. Dissertação (Mestrado em Letras Clássicas: Latim). Faculdade de Letras: Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018.

LE GOFF, Jacques. História e memória; Trad. Bernardo Leitão... [et al...] Campinas: Editora UNICAMP, 2013.

LIMENTANI, Ida Calabi. Epigrafia Latina. Bolonha: Cisalpino/ Istituto Editoriale Universitario, 1991.

PADBERG-DRENKPOL, Jorge Henrique Augusto. Recordações históricas do Rio através de velhas inscripções latinas. Boletim do Centro de Estudos Históricos, tomo II. Rio de Janeiro: Oficinas Gráficas do Arquivo Nacional do Rio de Janeiro, p. 17-21, 1937.

SANMARTIN, Bernardo. Testemunhos de inícios vários na ex-cidade de São Sebastião, actual Capital federal da República dos E.U. do Brasil. T. 1. Rio de Janeiro: Bernardo Sanmartin, 1928.

SANMARTIN, Bernardo. Testemunhos de inícios vários na ex-cidade de São Sebastião, actual Capital Federal da República dos E.U. do Brasil. T. 2. Rio de Janeiro: Bernardo Sanmartin, 1929.

SORIANO, Isabel Velásquez. Los estudios epigráficos. Cuestión de métodos interdisciplinares. Pyrenae - Revista de Prehistòria i Antiguitat de la Mediterrània Occidental, núm. 39, vol. 1. Barcelona: Universitat de Barcelona, p. 7-41, 2008.

SUSINI, Giancarlo. Epigrafia romana. Roma, Jouvence, 1982.




DOI: https://doi.org/10.24206/lh.v6i2.32307

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Danilo Oliveira Nascimento Julião

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

LaborHistórico | ISSN 2359-6910

A Revista LaborHistórico da Universidade Federal do Rio de Janeiro está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.