ORGANIZAÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM CICLOS: CONTEXTOS E DESAFIOS

Fátima Alves

Resumo


Este artigo focaliza três aspectos das políticas de organização do Ensino Fundamental em ciclos: a abrangência da implementação de ciclos, a associação com o desempenho escolar e os atuais desafios face às políticas educacionais impleme ntadas pelo Governo Federal, dentre elas a divulgação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB).

Texto completo:

PDF

Referências


ALEXANDER, K.; ENTWISLE, D.; DAUBER, S. On the Success of Failure: A Reassessment of the Effects of Retention in the Primary Grades. Cambridge, England: Cambridge University Press,1994.

ALMEIDA JÚNIOR, A. “Repetência ou promoção automática?” Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Rio de Janeiro, vol. 27, n. 65, jan./mar, 1957. p. 3-15.

ARRETCHE, M. Estado Federativo e políticas sociais: determinantes da descentralização. Rio de Janeiro: Revan; São Paulo: FAPESP, 2000.

BARRETO, E.; MITRULIS, E. “Os ciclos escolares: elementos de uma trajetória”. In: Cadernos de Pesquisa, n. 108, 1999. p. 27-48.

BRANDÃO, Z.; BAETA, A.M. e ROCHA, A.D. Evasão e Repetência no Brasil: a escola em questão. Rio de Janeiro: Achiamé, 1983.




DOI: https://doi.org/10.20500/rce.v2i4.1519

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



         


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.