SISTEMA APOSTILADO E ENSINO DE LEITURA PARA AS CRIANÇAS DO 2° ANO NOS MUNICÍPIOS PAULISTAS

Juliane Zonaro Chimello, Clecio Bunzen

Resumo


No estado de São Paulo, há um número significativo de municípios que não aderiram aoPrograma Nacional do Livro Didático (PNLD), mas que utilizam apostilas para o ensino daleitura nas séries iniciais. No intuito de estabelecer um contraste com as coleções dealfabetização, distribuídas pelo governo federal no âmbito do PNLD, o artigo problematiza oensino de leitura em um material apostilado para crianças do 2º ano, produzido pela FundaçãoBradesco, e distribuído para dez municípios paulistas. Nesse contexto, a análise, inspirada nasúltimas avaliações do PNLD, sinaliza para diferenças significativas na diversidade de gêneroscontemplada no material analisado; assim como o trabalho insuficiente com a questão dacompreensão textual.

Palavras-chave


Apostilas; Compreensão Textual; Gêneros.

Texto completo:

PDF

Referências


ABAURRE, Maria B. et al. Avaliação de cartilhas e livros didáticos: perguntas a formular. In: Leitura: teoria & prática. Ano 17, nº 31, jun, 1998, pp. 05-26.

ADRIÃO, Theresa et al. Uma modalidade peculiar de privatização da escola pública: a aquisição de “sistemas de ensino” por municípios paulistas. In: Educação e Sociedade, Campinas, v.30, n.108, 2009.

BATISTA, Antônio Augusto. Alfabetização, leitura e ensino de Português: desafios e perspectivas, 2010 (mimeo).

BECSKEHÁZY, Ilona; LOUZANO, Paula. Sala de aula estruturada: o impacto do uso de sistemas de ensino nos resultados da Prova Brasil - um estudo quantitativo no estado de São Paulo. 2010. Disponível em: http://www.lideresemgestaoescolar.org.br/2010//upload/arquivos/Sala%20de%20aula%20estruturada%20(Ilona%20Becskehazy%20e%20Paula%20Louzano).pdf. Acesso em 01/12/2011.

BRASIL. Definição de critérios para avaliação dos livros didáticos. Brasília: MEC/FAE, 1994.




DOI: https://doi.org/10.20500/rce.v6i12.1639

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



         


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.