OS ESTUDOS DE PROBLEMAS BRASILEIROS NA UFRJ: APROXIMAÇÕES INSTITUCIONAIS

Luiz Antônio Cunha

Resumo


Este artigo almeja contribuir para o conhecimento da institucionalização dos “Estudos de Problemas Brasileiros” -- EPB - na Universidade Federal do Rio de Janeiro -- UFRJ. Para isso, o artigo tem quatro alvos: a normatização da oferta dessa disciplina nos cursos de graduação e pós-graduação da Universidade; a peculiar posição da coordenação dos EPB na estrutura da UFRJ; o curso de atualização para professores de EPB no período 1971 a  1985; e, finalmente, a decisão dos órgãos colegiados da UFRJ de eliminar a obrigatoriedade dessa disciplina (1990), três anos antes da legislação federal (1993).

lacunha@cfch.ufrj.br


Palavras-chave


Política Educacional, Educação Moral e Cívica, Estudos de Problemas Brasileiros.

Texto completo:

PDF

Referências


Boletim da UFRJ, anos 1970 a 1990.

BRITO, D. T. de S. A disciplina Estudo de Problemas Brasileiros nas instituições de ensino superior no município do Rio de Janeiro. Dissertação de Mestrado em Educação. Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: 1976.

CUNHA, L. A. Educação e desenvolvimento social no Brasil, Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1975.

CUNHA, L. A. “Sintonia oscilante: religião, moral e civismo no Brasil -- 1931/1997”, Cadernos de Pesquisa. São Paulo, no 131, maio/agosto. 2007.

CUNHA, L. A. “Ambiguidade ideológica na universidade: os Estudos de Problemas Brasileiros”, Revista do CFCH. Rio de Janeiro, no 1. 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.20500/rce.v7i13.1665

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

         


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.