A INTERNACIONALIZAÇÃO DO CAMPO DO CURRÍCULO

Antonio Flávio Barbosa Moreira

Resumo


Esta nota de pesquisa visa a apresentar a investigação “A internacionalização do campo do currículo: hibridização, cosmopolitismo e conhecimento escolar”. Destaca o objetivo previsto, os procedimentos metodológicos, as questões do estudo e seu argumento central. Acentua que as categorias internacionalização, cosmopolitismo e hibridismo favorecem o alcance dos objetivos. Comenta as contribuições dos períodos de estágio sênior em Londres para maior compreensão das mencionadas categorias. Ressalta a concepção de hibridismo que passou a ser empregada no estudo. Finaliza acrescentando às categorias inicialmente escolhidas, a categoria poder, tida como indispensável para a análise do processo de internacionalização.

Palavras-chave


: internacionalização, cosmopolitismo, hibridismo.

Texto completo:

PDF

Referências


APPIAH, Kwame Anthony. Cosmopolitanism: ethics in a world of strangers. London: Penguin Books, 2007.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

BECK, Ulrich. Cosmopolitan vision. Cambridge: Polity Press, 2012.

BURKE, Peter. Hibridismo cultural. São Leopoldo: Unisinos, 2003.

CAMICIA, Steven P.; FRANKLIN, Barry M. Curriculum reform in a globalised world: the discourses of cosmopolitanism and community. London Review of Education, v. 32, n. 2, p. 93-104, 2010.




DOI: https://doi.org/10.20500/rce.v7i13.1666

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



    


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.