Democratização da universidade pública e estudantes de primeira geração na UNESPAR

Ricardo Fernandes Pataro

Resumo


O artigo apresenta pesquisa que traçou o perfil de estudantes dos cursos de graduação da Universidade Estadual do Paraná – UNESPAR/Campus de Campo Mourão no período de 2015 a 2018. Foram aplicados questionários a alunos ingressantes e desenvolvidos grupos focais com duas turmas do curso de Pedagogia do campus. O objetivo foi conhecer o estudante que ingressa na instituição e compreender suas dificuldades. Basicamente, verificamos que 75% dos estudantes do campus são alunos de primeira geração – os primeiros de suas famílias a ingressarem no ensino superior –, apresentam lacunas na aprendizagem e dificuldades diversas. Concluímos destacando a importância de conhecer os novos grupos sociais que ingressam no ensino superior brasileiro para consolidar políticas de acesso e permanência à universidade pública brasileira.

Palavras-chave


Democratização da educação; Ensino superior; Estudantes de primeira geração; Universidade pública.

Texto completo:

PDF

Referências


ARANHA, M. L. História da educação e da pedagogia: geral e Brasil. São Paulo: Moderna, 2012.

ARAÚJO, U. F. A quarta revolução educacional: a mudança de tempos, espaços e relações na escola a partir do uso de tecnologias e da inclusão social. Educação Temática Digital, Campinas, v. 12, n. esp., p. 31-48, mar. 2011.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BRASIL. Censo Demográfico 2000. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 2000.

______. Tendências Demográficas: uma análise da população com base nos resultados dos Censos Demográficos 1940 e 2000. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 2007.

CAÔN, G. F.; FRIZZO, H. C. F. Acesso, Equidade e Permanência no Ensino Superior: desafios para o processo de democratização da Educação no Brasil. Revista Vertentes, Minas Gerais, v. 19, n. 2, 2010.

CARMO, E. F.; CHAGAS, J. A. S.; FILHO, D. B. F.; ROCHA, E. C. Políticas públicas de democratização do acesso ao ensino superior e estrutura básica de formação no ensino médio regular. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 95, n. 240, p. 304-327, maio/ago. 2014.

CUNHA, L. A. Ensino superior e universidade no Brasil. In: LOPES, E. M. T.; FILHO, L. M. F.; VEIGA, C. G. (Org.). 500 anos de educação no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2000, p. 151-204.

ESTEVE, J. M. A terceira revolução educacional: a educação na sociedade do conhecimento. São Paulo: Moderna, 2004.

FILHO, D. L. L. Expansão da educação superior e da educação profissional no Brasil: tensões e perspectivas. Revista Educação em Questão, Natal, v. 51, n. 31, 2015.

GATTI, B. A. Grupo focal na pesquisa em ciências sociais e humanas. Brasília: Líber Livro, 2012.

LOPES, E. M. T. As origens da educação pública: a instrução na revolução burguesa do século XVIII. Edições Loyola, São Paulo, 1981.

OLIVEIRA, R. P. Da universalização do ensino fundamental ao desafio da qualidade: uma análise histórica. Educação e sociedade, Campinas, v. 28, n. 100, p. 661-690, out. 2007.

PENIN, S. Profissão docente e contemporaneidade. In: ARANTES, Valéria Amorim (Org.). Profissão docente: pontos e contrapontos. São Paulo: Summus, 2009, p. 15-40.

PETITAT, A. Produção da escola/produção da sociedade: análise sócio-histórica de alguns momentos decisivos da evolução escolar no ocidente. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994.

PILETTI, N. História da Educação no Brasil. São Paulo: Ática, 1996.

ZAGO, N. Do acesso à permanência no ensino superior: percursos de estudantes universitários de camadas populares. Revista Brasileira de Educação, v. 11, n. 32, p. 226-370, maio/ago. 2006.




DOI: https://doi.org/10.20500/rce.v14i29.20308

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Contemporânea de Educação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

         


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.