Terapias Ocupacionais do Sul: demandas atuais a partir de uma perspectiva sócio-histórica/Occupational Therapies of the South: current demands from a socio-historical perspective

Carla Regina Silva, Rodolfo Morrison Jara, Yolanda Calle Del Campo, Frank Kronenberg

Resumo


Nosso cotidiano é o reflexo de processos sócio históricos locais e globais interconectados e interdependentes em todas as dimensões humanas. Hoje vivemos em um momento de muitas incertezas sobre o nosso futuro. Temos muitas demandas e desafios, especialmente em relação às pessoas e comunidades que sofrem os efeitos mais perversos das desigualdades e das exclusões resultantes dos grandes sistemas de dominação e exploração, que retroalimentam esses efeitos – o patriarcado, o colonialismo e o capitalismo. Considerando a importância da Terapia Ocupacional neste processo de construção de saberes, práticas e epistemologias que sejam capazes de promover mudanças tão urgentes e necessárias em nossa realidade cotidiana. Como também, que existem maneiras muito diferentes de vivenciar esses processos - situacional e contextualizado, mas também como um fenômeno global que acontece em todas as partes do mundo - criar, ampliar e formalizar o intercâmbio entre as Terapias Ocupacionais da América Latina e desde/com/no Sul nos parece um compromisso urgente. Nesse sentido, há um movimento de visibilidade e conexão entre as Terapias Ocupacionais engajadas, críticas, baseadas no compromisso ético e político que busca uma sociedade mais justa e equitativa, e que estão preocupadas que nossas práxis sejam realmente relevantes. Assim, nos parece inegável a importância do "Primeiro Encontro de Terapias Ocupacionais do Sul: a práxis latino-americana", realizado na Universidade Santiago de Chile, em Santiago. O Encontro esteve permeado de nossa história, pelas construções de muitas perspectivas que ampliam nossos modos de pensar, fazer e construir distintas práticas, saberes e epistemes em Terapia Ocupacional, para responder as demandas urgentes do aqui e agora. O encontro foi um presente e inspiração para todos que acreditam em Terapias Ocupacionais engajadas, críticas, baseadas no compromisso ético e político com nossos povos que lutam por uma sociedade mais justa e equitativa, desde, com e no Sul.


Palavras-chave


Terapia Ocupacional; engajamento; prática profissional; consciência

Texto completo:

PDF PDF (Español (España))

Referências


Dartot P, Laval C. A nova razão do mundo: ensaio sobre a sociedade neoliberal. São Paulo: Boitempo, 2016.

Santos M. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. 25ª edição. Rio de Janeiro: Record, 2015.

Harvey D. O neoliberalismo: história e implicações. 5.ed. São Paulo: Loyola, 2014.

Sennett R. A cultura do novo capitalismo. Trad. Clóvis Marques, 2ª edição. Rio de Janeiro: Record, 2008.

Santos B. S. Pela mão de Alice: o social e o político na pós-modernidade. 7ª edição. Porto: Edições Afrontamento, 1999.

Davis A. Mulheres, Raça e Classe. Trad. Heci Regina Candiani. São Paulo: Boitempo, 2016.

Castro-Gomez S, Grosfoguel R. (eds.). El giro decolonial. Reflexiones para una diversidad epistémica más allá del capitalismo global. Bogotá: Iesco-Pensar-Siglo del Hombre Editores. 2007.

Hill– Collins P. Black Feminist Thought: Knowledge, Consciousness and the Politics of Empowerment. New York: Routledge, 1990.

Santos BS. Epistemologías del Sur. Utopía y Praxis Latinoamericana. Revista Internacional de Filosofía Iberoamericana y Teoría Social, v. 16, n. 54, p. 17-39, 2011.

Morrison R. O que une a Terapia Ocupacional? Paradigmas e perspectivas ontológicas da ocupação humana. Revista Interinstitucional Brasileira de Terapia Ocupacional, v. 2, n. 1, p. 182-203, 2018-01-31 2018.

Adichie CN. The Danger of a Single Story, TED Talks, TED, 2009.

Ramugondo E. El trabajo de sanar: intersecciones para la decolonialidad. Discurso de apertura del Congreso de la Federación Mundial de Terapeutas Ocupacionales - WFOT Congress 2018, llevado a cabo entre los días 21 y 25 de mayo de 2018 en Sudáfrica.

Palacios MT. Reflexiones sobre las prácticas comunitarias: aproximación a una Terapia Ocupacional del Sur. Revista Ocupación Humana. v. 17, n.1, 2017, pp. 73-88.

Hammell KRW. Critical reflections on occupational justice: Toward a rightsbased approach to occupational opportunities. Canadian Journal of Occupational Therapy. 2017, v. 84, n. 1, p. 47-57. DOI: 10.1177/0008417416654501.

Silva CR. et al. La Terapia Ocupacional y la Cultura: miradas a la transformación social. Revista Chilena de Terapia Ocupacional, Santiago, v. 17, n. 1, p. 109-117, 2017.

Simó SA, Guajardo AC, Oliver FC, Galheigo SM, Garcia-Ruiz S. Terapias Ocupacionales desde el Sur. Santiago: Editorial USACH, 2016.

Guajardo AC. Terapia Ocupacional apuntes para uma historia inconclusa. 2016, pp. 51-71. In. SANTOS, V.; GALASSI, A. D. (orgs.) Questões contemporâneas da terapia ocupacional na América do Sul. Curitiba: CRV, 2016.

Pino JM.; Ullo F. Perspectiva crítica desde latinoamérica: hacia una desobediencia epistémica en terapia ocupacional contemporánea. Cad. Ter. Ocup. UFSCar, São Carlos, v. 24, n. 2, p. 421-427, 2016.

Galheigo SM. Perspectiva crítica y compleja de terapia ocupacional: actividad, cotidiano, diversidade, justicia ocupacional y compromiso ético-político. TOG (A Coruña), monog. 5, 2012, p. 176-187.

Kronemberg F, Simó AS, Pollard N. Terapia Ocupacional sin Fronteras: aprendiendo del espíritu de los supervivientes. Buenos Aires: Ed. MédicaPanamericana, 2006.

USACH. Historia. http://archivopatrimonial.usach.cl/dictadura/?page_id=24. Acceso em 09/04/2019

Dagnino E. ¿Sociedade civil, participação e cidadania: de que estamos falando? En Daniel Mato (coord.), Políticas de ciudadanía y sociedad civil en tiempos de globalización. Caracas: FACES, Universidad Central de Venezuela, pp. 95-110. 2004.

Encuentro de Terapias Ocupacionales desde el Sur, 2018. Universidad de Santiago de Chile, Santiago, Chile. Presencial.

Tirraferi E. ¿Qué es el Sur?: Carrera de Terapia Ocupacional realizó primer encuentro internacional para definir las práxis a nivel Latinoamericano.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Interinstitucional Brasileira de Terapia Ocupacional - REVISBRATO



Indexado em:

      

       

    Resultado de imagem para REDIB