Intencionalidade, método e aventura: uma trajetória a caminho da complexidade e transdisciplinaridade na terapia ocupaciona/Intentionality, method and adventure: a path to wards complexity and transdisciplinary in occupational therapy

Isadora Cardinalli, Maria de Lourdes Feriotti, Carla Regina Silva

Resumo


Este artigo apresenta aspectos da trajetória profissional da terapeuta ocupacional Maria de Lourdes Feriotti, que teceu articulação entre o setor público e privado, a docência e a clínica em terapia ocupacional, “ser trabalhadora” e “ser educadora/cuidadora de trabalhadores”, a partir de escolhas tecidas por necessidades, possibilidades e limites determinados por seu contexto pessoal e histórico-social. Neste caminho, houve o encontro promissor com o referencial da Complexidade que se revelou inovador e fecundo para análise e compreensão de necessidades históricas da Terapia Ocupacional, sobretudo, nas discussões sobre identidade e especificidade da profissão. No encontro das autoras, proporcionado por uma pesquisa de mestrado, apresentou-se um diálogo intergeracional sobre tal trajetória e tendências reflexivas atuais para o contexto da Terapia Ocupacional no Brasil. Apresenta-se a narrativa de uma trajetória profissional de modo a valorizar a interseção entre subjetividade e objetividade, história pessoal e história coletiva, e as múltiplas significações das atividades, escolhas e produções descritas. Aponta-se temas relativos à complexidade, transdisciplinaridade, participação política, satisfação profissional e resistência à disjunção entre vida afetiva, prática profissional e produção científica. Destaca-se nessa trajetória a coerência alcançada entre a produção teórico-prática e sua perspectiva de vida, sustentada pelo encontro com a Complexidade.

 

Abstract

This article presents aspects of the occupational therapist's professional trajectory Maria de Lourdes Feriotti, which articulated between the public and private sector, the teaching and occupational therapy clinic, “being a worker” and “be educator / caregiver of workers”, based on choices made by needs, possibilities and limits determined by their personal and historical-social context. In this way, there was a promising meeting with the reference of Complexity that proved innovative and fruitful for analysis and understanding of historical needs of Occupational Therapy, especially in discussions about identity and specificity of the profession. At the authors' meeting, provided by a master's research, an intergenerational dialogue was presented on such trajectory and current reflexive trends for the context of Occupational Therapy in Brazil. The narrative of a professional trajectory is presented in order to value the intersection between subjectivity and objectivity, personal history and collective history, and the multiple meanings of the activities, choices and productions described. Themes related to complexity, transdisciplinarity, political participation, professional satisfaction and resistance to the disjunction between affective life, professional practice and scientific production are pointed out. In this trajectory, we highlight the coherence reached between theoretical and practical production and its life perspective, supported by the encounter with Complexity.

Key words: occupational therapy; professional trajectory; complexity; transdisciplinarity.

 

Resumen

Este artículo presenta aspectos de la trayectoria profesional de la terapeuta ocupacional Maria de Lourdes Feriotti, que articulaba entre el sector público y privado, la clínica de enseñanza y terapia ocupacional, “ser una trabajadora” y “ser una educadora / cuidadora de trabajadores”, basado en elecciones hechas por necesidades, posibilidades y límites determinados por su contexto personal y histórico-social. En ese camino, hubo un encuentro prometedora con el marco de la Complejidad que resultó ser innovadora y fructífera para el análisis y la comprensión de las necesidades históricas de la Terapia Ocupacional, especialmente en las discusiones sobre la identidad y la especificidad de la profesión. La reunión de las autoras, proporcionada por una investigación de maestría, se presentó un diálogo intergeneracional sobre dicha trayectoria y tendencias reflexivas actuales para el contexto de la Terapia Ocupacional en Brasil. La narrativa de una carrera profesional se presenta para valorar la intersección entre subjetividad y objetividad, historia personal e historia colectiva, y los múltiples significados de las actividades, elecciones y producciones descritas. Se señalan temas relacionados con la complejidad, la transdisciplinariedad, la participación política, la satisfacción profesional y la resistencia a la disyunción entre la vida afectiva, la práctica profesional y la producción científica. En esta trayectoria, se destaca la coherencia entre la producción teórica y práctica y su perspectiva de la vida, sostenida por el encuentro con la Complejidad.

Palabras clave: terapia ocupacional; trayectoria profesional; complejidad; transdisciplinariedad.

 


Palavras-chave


terapia ocupacional; trajetória profissional; complexidade; transdisciplinaridade

Texto completo:

PDF

Referências


Cardinalli I. Conhecimentos da Terapia Ocupacional no Brasil: um estudo sobre trajetórias e produções [Dissertação]. São Carlos: UFSCar; 2017.

Morin E. Meus Demônios. 4ª ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil; 2003.

Feriotti ML. Atuação da Terapia Ocupacional no Corpo Sujeitado. O Mundo da Saúde. São Paulo. 2001; 25(4): 389-393.

Minto LW. A Educação da “Miséria”: particularidade capitalista e educação superior no Brasil [Tese]. Campinas: UNICAMP, 2011.

Fernandes F. Circuito fechado: quatro ensaios sobre o “poder institucional”. 2ª ed. São Paulo: HUCITEC; 1977.

Mattos HO. Laborterapia [Tese]. São Paulo: Universidade de São Paulo, 1922.

Feriotti ML. Terapia Ocupacional: Relato de uma Experiência. Revista CETO. São Paulo. 1997; 2(2): 32-35.

Cerqueira L. Socioterapia e reinserção social do paciente mental. Arquivos da Clínica Pinel. Porto Alegre. 1980; 6(2): 67-74.

Cytrynowicz MM. Criança – Enfance: uma trajetória de psiquiatria infantil – História da Comunidade Terapêutica Enfance e da Associação Pró-Reintegração Social da Criança. São Paulo: Narrativa Um; 2002.

Feriotti ML. A Atividade como instrumento de transformação das relações institucionais: uma experiência no interior da instituição psiquiátrica. In: Pádua EMM; Magalhães LV. Terapia Ocupacional: teoria e prática. Campinas: Papirus; 2003. p. 79-92.

Francisco BR. Terapia Ocupacional. 1ª.ed. Campinas: Papirus; 1988.

Soares LBT. Terapia Ocupacional: lógica do capital ou do trabalho? Retrospectiva histórica da profissão no Estado brasileiro de 1950 a 1980. São Paulo: Hucitec; 1991.

Machado MC. Rumo à Ciência da Atividade Humana. Revista de Terapia Ocupacional da USP. São Paulo. 1991; 2(2/3): 60-65.

Nascimento BA. O Mito da Atividade Terapêutica. Rev. Terapia Ocupacional da Universidade de São Paulo. São Paulo. 1990; 1(1): 17-21.

Feriotti M. Universidade, formação de professores e movimentos sociais: a colcha de retalhos como metáfora das relações interdisciplinares e transdisciplinares [Dissertação]. Campinas: PUC-Campinas, 2007.

Feriotti ML. Colcha de Retalhos: costurando diferenças e tecendo cidadania. In: Pádua EMM; Magalhães LV. Casos, Memórias e Vivências em Terapia Ocupacional. Campinas: Papirus; 2005. p. 33-45.

Morin E. Os sete saberes necessários à educação do futuro. 4.ed. São Paulo: Cortez; Brasília: UNESCO; 2001.

Pádua EMM; Feriotti ML. Terapia ocupacional e complexidade: práticas multidimensionais. Curitiba: Editora CRV; 2013.

Carvalho EA. Conexões da vida: uma antropologia da experiência. Natal: Uma; 2017.

CETRANS. Carta da Transdisciplinaridade. Convento da Arrábida; 1994. [acesso em 2019 de. 14]. Disponível em: http://cetrans.com.br/assets/docs/CARTA-DA-TRANSDISCIPLINARIDADE1.pdf




DOI: https://doi.org/10.47222/2526-3544.rbto31069

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Interinstitucional Brasileira de Terapia Ocupacional - REVISBRATO



Indexado em:

   

           

   Resultado de imagem para REDIB