Imagem para capa

Rachi, S. Por mãos alheias: usos da escrita na sociedade colonial. Belo Horizonte: Editora PUC MINAS, 2016.

Marcus Vinícius Pereira das Dores

Resumo


O presente trabalho busca apresentar de forma crítica a obra "Por mãos alheias: usos da escrita na sociedade colonial", de Sílvia Maria Amâncio Rachi Vartuli.


Palavras-chave


Minas Gerais Colonial; Cultura Escrita

Texto completo:

PDF

Referências


BURKE, P. A arte da conversação. Tradução Alvaro Luiz Hattnher. São Paulo: Editora Unesp, 1995.

DUCHOWNY, A. T.; RAMOS, J. M.; COELHO, S. M. Processos e mudanças em abreviaturas mineiras setecentistas: regularidade e ruptura. Filologia e Linguística Portuguesa, v. 17, n. 2, 2013. p. 333-352. Disponível em: https://doi.org/10.11606/issn.2176-9419.v17i2p333-352. Acessado em: 01 fev. 2018.

FREIRE, P. Conscientização -- teoria e prática da libertação. 3 ed. São Paulo: Centauro, 2006.

RACHI, S. Por mãos alheias: usos da escrita na sociedade colonial. 1. ed. v. 1. Belo Horizonte: Editora PUC MINAS, 2016. 399 p.




DOI: https://doi.org/10.24206/lh.v4i1.15598

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 LaborHistórico

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

LaborHistórico | ISSN 2359-6910

A Revista LaborHistórico da Universidade Federal do Rio de Janeiro está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.