Comércio informal de doces: desafios para os jovens universitários empreendedores

Maria Eliza Assis dos Passos, Letícia Ferreira Tavares, José Antônio Dias de Brito

Resumo


O objetivo do presente estudo foi caracterizar o perfil socioeconômico e investigar os principais desafios enfrentados pelos comerciantes informais de alimentos participantes de um evento gastronômico realizado na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Os 27 empreendedores da 7ª edição do “Circuito de Doces”, realizada em 2018, participaram da pesquisa. A maioria era do sexo feminino (81%), com idade média de 23 anos, aluno da universidade (78%), morador da zona norte da cidade do Rio de Janeiro (70%) e com renda individual de até um salário mínimo (56%). As principais dificuldades apontadas pelos comerciantes foram: manipulação de alimentos, falta de estrutura adequada no local de produção, gestão financeira, divulgação do negócio e planejamento estratégico. O evento “Circuito de Doces” aparece como uma forma de dar suporte, impulsionar as vendas, dar visibilidade e possibilitar o crescimento desses pequenos empreendedores. O presente estudo serviu de base para formulação de intervenções específicas para este público que ocorrerão na forma de cursos de capacitação vinculados a ações de extensão universitária.


Palavras-chave


Gastronomia; Serviços de alimentação; Comerciante informal; Empreendedorismo; Doce

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Maria Eliza Assis dos Passos, Letícia Ferreira Tavares, José Antônio Dias de Brito

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.