QUE HISTÓRIA É ESSA? A PERSPECTIVA DE GÊNERO NAS ORIENTAÇÕES CURRICULARES PARA O ENSINO DE HISTÓRIA NA REDE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO EM SALVADOR (2005 -- 2007)

Liz de Oliveira Motta Ferraz

Resumo


Currículo, Gênero e História são os eixos da pesquisa que deu origem a este trabalho. A análise qualitativa, através da categoria Gênero, dos Parâmetros e Orientadores Federais e Estaduais que nortearam a produção dos planos de estudos para a disciplina História no Nível Médio de ensino nas escolas estaduais de Salvador, no período de 2005 a 2007. A perspectiva de Gênero no exame destes documentos tenta responder a pergunta, título deste trabalho: Que História é essa? E, para além, compreender a influência e as consequências que a autonomia das Unidades Escolares detém quanto às preferências temáticas, no que concerne a equidade de Gênero para a Educação.

Texto completo:

PDF

Referências


BARSTED, Leila Linhares et al. As Mulheres e os Direitos Humanos: os direitos das mulheres são direitos humanos. Rio de Janeiro: CEPIA, 2001.

BAHIA. Secretaria de Educação -- Orientadores Curriculares Estaduais para o Ensino Médio: Área de Ciências Humanas e suas Tecnologias. Salvador: Secretaria de Educação do Estado da Bahia, 2005. 178 p.

BITTENCOURT, Circe. Capitalismo e cidadania nas atuais propostas curriculares de História. In: BITTENCOURT, Circe (org.). O saber histórico na sala de aula. 8 ed. São Paulo: Contexto, 2003. Pp 11-27.

BURKE, Peter. A escrita da história: novas perspectivas. São Paulo: Editora UNESP, 1992.

KELLNER, Douglas. Lendo imagens criticamente: em direção a uma pedagogia pós-moderna. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org). Alienígenas na sala de aula. Petrópolis: Vozes, 1995.




DOI: https://doi.org/10.20500/rce.v5i10.1618

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



         


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.