Alfabetização e letramento na educação brasileira pós 1988

Marta Coelho Castro Troquez, Thaise da Silva, Andreia Vicência Alves

Resumo


Este artigo analisa a alfabetização e o letramento na normatização educacional brasileira a partir da Constituição Federal de 1988. Analisamos documentos que orientam a construção de currículos para a educação básica. Os aportes teóricos são estudos produzidos no campo do currículo e os dos Estudos do Letramento. Os resultados do estudo mostram que, no plano do discurso, a legislação traz avanços no que se refere ao acesso à educação obrigatória, sobretudo na direção da universalização da alfabetização, e traz perspectivas de inclusão social a partir da instituição do processo de alfabetização aliado ao letramento. Contudo, no plano prático, só significam avanços de fato se forem acompanhadas por políticas que viabilizem seu cumprimento.


Palavras-chave


Educação Básica. Alfabetização e Letramento. Currículo.

Texto completo:

PDF

Referências


BERNSTEIN, Basil. A estruturação do discurso pedagógico: classe, códigos e controle. Tradução de Tomaz Tadeu da Silva e Luis Fernando Gonçalves Pereira. Petrópolis: Vozes, 1996.

______. Pedagogia, control simbólico e identidad. Madrid: Morata, 1998.

BAKHTIN, Mikhail. A cultura popular na Idade Média e no Renascimento. O contexto de François Rabelais - Brasília: Hucitec, 1987.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília/DF: Senado, 1988.

_____. Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Brasília, 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: fev. 2015.

_____. Resolução CNE/CEB nº. 4, de 13 de julho de 2010. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica, Brasília, 2010a.

_____. Parecer CNE/CEB nº. 7, de 7 de abril de 2010. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica. Brasília, DF: MEC/CNE/CEB, Brasília, 2010b.

_____. Resolução CNE/CEB nº 7, de 14 de dezembro de 2010. Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de 9 (nove) anos, Brasília, 2010c.

_____. Projeto de Lei n° 13.005, de 25 de junho de 2014. Plano Nacional de Educação -- 2014-2024. Disponível em: Acesso: 15 fev. 2015.

_____. Base Nacional Comum Curricular: a educação é a base. Brasília-DF: Ministério da Educação, 2017.

CAGLIARI, Luiz Carlos.. Alfabetização: o duelo dos métodos. In: Ezequiel Theodoro da Silva. (Org.). Alfabetização no Brasil: questões e provocações da atualidade. Campinas: Autores Associados, 2007, v. 1, p. 51-72.

CARVALHO, Marlene. Alfabetizar e letrar: um diálogo entre a teoria e a prática. 7. ed. Petrópolis, RJ: vozes, 2010.

COOK-GUMPERZ, Jenny. Alfabetização e escolarização: uma equação imutável. In: ______. A construção social da alfabetização. Porto Alegre: Artes Médicas, 1991.

FORQUIN, Jean-Claude. Escola e Cultura: a sociologia do conhecimento escolar. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993.

GIMENO SACRISTÁN, J. Educar e conviver na cultura global: as exigências da cidadania. Porto Alegre: Artmed, 2002.

KRAMER, Sônia (org.). Com a pré-escola nas mãos: uma alternativa curricular para a educação infantil. São Paulo: editora Ática, 1993.

KRAMER, Sônia; NUNES, Maria Fernanda R.; CORSINO, Patrícia. Infância e crianças de 6 anos: desafios das transições na educação infantil e no ensino fundamental. Educação e Pesquisa, v. 37, n. 1, p. 220, jan./abr. 2011.

MORAIS, Artur Gomes. Sistema de escrita alfabética. São Paulo: Editora Melhoramentos, 2012. (Como eu ensino).

MOREIRA, Antônio Flávio Barbosa. Currículo, utopia e pós-modernidade. In: _____. (Org.) Currículo: Questões Atuais. Campinas, SP: Papirus, 1997. p. 9-28. (Coleção Magistério: formação e trabalho pedagógico).

MOREIRA, Antonio Flávio Barbosa; CANDAU, V. M. Currículo, conhecimento e cultura. In: LIMA, E.S. Indagações sobre o currículo: currículo e desenvolvimento humano. Brasília, MEC, Secretaria da Educação Básica, 2007. p. 20-29.

MOREIRA, Antônio Flávio; SILVA, Tomaz Tadeu da. Sociologia e teoria do currículo: uma introdução. IN: MOREIRA, Antônio Flávio; SILVA, Tomaz Tadeu da. (Orgs.). Currículo, Cultura e Sociedade. São Paulo: Cortez Editora, 1995. p. 7-38.

NOGUEIRA, Rosemeire Messa de Souza. O ensino - aprendizagem da leitura e da escrita na educação infantil de 4 a 5 anos: conceitos e práticas das professoras. 2009. Tese (Doutorado em Educação) -- Centro de Ciências Humanas, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2009.

RIBEIRO, Vera Masagão. Por mais e melhores leitores: uma introdução. In: ______ (Org.). Letramento no Brasil: reflexões a partir do INAF 2001. São Paulo: Global, 2004. p. 9-32.

SILVEIRA, Rosa Maria Hessel. Leitura, literatura e currículo. In: COSTA, Marisa Vorraber (Org.). O currículo nos limiares do contemporâneo. Rio de Janeiro: DP&A, 1998. p. 105-128.

SOARES, Magda. Linguagem e escola: uma perspectiva social. São Paulo: Ed. Ática, 1987.

_____. Letramento e alfabetização: as muitas facetas. Revista Brasileira de Educação, n. 25, Jan /Fev /Mar /Abr, p. 5-17, 2004a.

_____. SOARES, Magda. Alfabetização e letramento: Caminhos e Descaminhos. Revista Pátio. Ano VIII, n. 29, fev./abr. 2004b.

SOUZA, Kellcia Rezende; SCAFF, Elisangela Alves da Silva. Ensino fundamental de nove anos: da garantia à efetivação do direito à educação. 2011.

Disponível em:

Acesso em: 10 fev. 2017.

TRINDADE, Iole Maria Faviero. Invenção de múltiplas alfabetizações e (an)alfabetismos. In: Educação de jovens e adultos, letramento e formação de professores. Revista Educação & Realidade. Porto Alegre: Faculdade de Educação/UFRGS. v.29, n.2, jul/dez. 2004a. p. 125-142.

______. A invenção de uma nova ordem para as cartilhas: ser maternal, nacional e mestra. Queres ler? Bragança Paulista: Editora Universitária São Francisco, 2004b.

YOUNG, Michael. Pra que servem as escolas? Educação & Sociedade, Campinas, v. 28, n. 101, p. 1287-1302, set./dez. 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.20500/rce.v13i26.16618

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Contemporânea de Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

         


RCE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ISSN 1809-5747

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.