Curso de Terapia Ocupacional da Universidade Federal de Sergipe: trajetória, construções e desafios/Occupational Therapy course at the Federal University of Sergipe: trajectory, achievements and challenges

Raphaela Schiassi Hernandes, Martha Morais Minatel, Sandra Aiache Menta, Luana Foroni Andrade, Andrezza Marques Duque, Erika Hiratuka Soares, Francisco Leal Andrade, Rita Cássia de Oliveira Barcellos, Priscila Yukari Sewo Sampaio, Rodrigo Alves dos Santos Silva

Resumo


Registrar, entrelaçar e descrever a trajetória e o processo formativo desenvolvido em um curso recente de Terapia Ocupacional proporciona o registro histórico de um percurso e conhecimento dos caminhos e desafios para o avanço da institucionalização acadêmica da área. O objetivo deste editorial é apresentar a trajetória, as construções, os tensionamentos e os desafios do curso de Terapia Ocupacional na Universidade Federal de Sergipe, Brasil. Para isso, descrevemos uma breve contextualização e organização deste curso a partir de documentos institucionais, seguindo com a apresentação de algumas construções coletivas e tensionamentos vivenciados no percurso de quase uma década de existência. Por fim, são destacados alguns desafios sobre a implantação e manutenção do curso enfrentados pelos diferentes sujeitos protagonistas dessa trajetória: usuários dos serviços, estudantes, terapeutas ocupacionais e docentes da área do estado de Sergipe, Brasil.

Palavras-chave: Terapia Ocupacional. Formação Profissional em Saúde. Ensino Superior.

Abstract The historical record of a trajectory and knowledge of the ways and challenges for the advancement of the academic institutionalization of Occupational Therapy area is fomented in this editorial by registering, interlacing and describing the trajectory and the formative process developed in a recent Occupational Therapy course. The purpose of this article was to present the trajectory, achievements, tensions and challenges of the Occupational Therapy course at the Federal University of Sergipe, Brazil. For this, we introduced a brief contextualization and organization of this course based on institutional documents, followed by the presentation of several collective constructions and tensions experienced in the course of almost a decade of existence. Finally, some challenges are highlighted regarding the implementation and maintenance of the course faced by different subjects who are protagonists of this trajectory: service users, undergraduate students, occupational therapists and professors in the area of the state of Sergipe, Brazil.

Keywords: Aging, Perception, Teachers, Students, Cross-Sectional Studies.

Resumen Registrar, entrelazar y describir la trayectoria y proceso formativo desarrollado en un curso reciente de Terapia Ocupacional brinda el registro histórico de una ruta y conocimiento de los caminos y desafíos para el avance de la institucionalización académica del área. El propósito de este editorial es presentar la trayectoria, construcciones, tensiones y desafíos del curso de Terapia Ocupacional en la Universidad Federal de Sergipe, Brasil. Para ello, describimos una breve contextualización y organización de este curso a partir de documentos institucionales, seguido de la presentación de algunas construcciones colectivas y tensiones vividas en el transcurso de casi una década de existencia. Finalmente, se destacan algunos desafíos en cuanto a la implementación y mantenimiento del curso que enfrentan los diferentes sujetos protagonistas de esta trayectoria: usuarios del servicio, estudiantes, terapeutas ocupacionales y docentes en el área del estado de Sergipe, Brasil.

Palabras clave: Terapia Ocupacional. Capacitación de Recursos Humanos en Salud. Educación Superior.


Palavras-chave


Terapia Ocupacional; Formação Profissional em Saúde; Ensino Superior

Texto completo:

PDF

Referências


Bianchi PC; Malfitano APS. Território e comunidade na terapia ocupacional brasileira: uma revisão

conceitual. Cad. Bras. Ter. Ocup. 2020; 28(2): 621-639. [acesso em: 20 jul. 2020]. DOI:

https://doi.org/10.4322/2526-8910.ctoAR1772

Brasil. Secretaria de Estado Geral do Governo (SEGG). Produto interno bruto dos municípios sergipanos – 2017. Observatório de Sergipe. [acesso em: 17 jul. 2020]. Disponível em:

http://docs.observatorio.se.gov.br/wl/?id=hYKc4gwiddrMHGyitrizvVyycAPULFpm

Brasil. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Cidades e Estados – Lagarto. 2019. [acesso em: 20 de jul. 2020]. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/cidades-eestados/se/lagarto.html

Brasil. Prefeitura Municipal de Lagarto (PML). A cidade. 2015. [acesso em 20 jul. 2020]. Disponível em: https://www.lagarto.se.gov.br/v2/a-cidade.html

Machado RFO. Territorialização da saúde: determinantes ambientais e o cotidiano das equipes de saúde da família – Lagarto (SE) [Tese]. São Cristóvão: Universidade Federal de Sergipe: 2019. Hernandes RS, et al. Curso de Terapia Ocupacional da Universidade Federal de Sergipe: trajetória, construções e desafios. Rev. Interinst.

Bras. Ter. Ocup. Rio de Janeiro. 2020. v.4(6):719-733. DOI:

Interinstitutional Brazilian Journal of Occupational Therapy

Brasil. Resolução Nº 12/2011/CONEPE. Aprova alterações no Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Terapia Ocupacional, Bacharelado do Centro Campus de Ciências da Saúde de Lagarto da Universidade Federal de Sergipe e dá outras providências.

Brasil. Portal da Universidade Federal de Sergipe. 2020. [acesso em 22 de mai. de 2020]. Disponível em: http://www.ufs.br/.

Hiratuka E; Duque AM; Andrade FL; Silva MNS; Menta SA; Soares TBA. Metodologias ativas como estratégia de ensino: experiência da Terapia Ocupacional da UFS. Cad. Ter. Ocup. UFSCar. 2014,22(1):1.

Brasil. Decreto- Lei Nº 938, DE 13 DE OUTUBRO DE 1969. Provê sobre as profissões de fisioterapeuta e terapeuta ocupacional, e dá outras providências.

Brasil. Resolução CNE/CES 6, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2002. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Terapia Ocupacional.

Brasil. Resolução No 17/2012/CONEPE. Aprova alterações na Departamentalização e Ementário do Núcleo de Graduação em Terapia Ocupacional do Centro Campus Universitário Prof. Antônio Garcia Filho e dá outras providências.

Brasil. Portal da RENETO (Rede Nacional de Ensino e Pesquisa em Terapia Ocupacional). [acesso em 22 de mai. de 2020]. Disponível em: http://reneto.org.br//.

Silva RAS. A Formação Graduada de Terapeutas Ocupacionais para o Cuidado na Atenção Primária à Saúde no Estado de São Paulo [Dissertação] São Carlos: Universidade Federal de São Carlos; 2016.




DOI: https://doi.org/10.47222/2526-3544.rbto38575

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Interinstitucional Brasileira de Terapia Ocupacional - REVISBRATO



Indexado em:

   

           

   Resultado de imagem para REDIB