Tradição e culinária na Estação das Docas, Belém (PA)

Lizandra Barcellos Ladeira, Adriana de Souza Lima

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo geral avaliar a presença de insumos típicos e técnicas de preparo originais nas elaborações comercializadas por restaurantes localizados em um complexo turístico e cultural de Belém do Pará. Para tanto, utiliza-se a revisão de literatura para fundamentação teórica e aplica-se uma entrevista semiestruturada, com seis chefs de cozinha de restaurantes típicos localizados na Estação das Docas. A partir da análise das entrevistas à luz da literatura, observa-se as características de tradição presentes nos ingredientes, nas técnicas, no modo de fazer e mesmo no modo de comer em pratos comercializados pelos estabelecimentos. Por fim, identifica-se que, mesmo com as características de tradição, os pratos foram adaptados frente ao contexto histórico com respeito a legislação ambiental e aos avanços tecnológicos. Por conta da dificuldade em acesso a informações, observa-se que o estado do Pará carece de pesquisas relacionadas aos atrativos turísticos. Além disso, faz-se necessário o registro patrimonial de comidas paraenses a fim de preservá-las e perpetuá-las ao longo dos anos.


Palavras-chave


Gastronomia; Tradição; Patrimônio cultural imaterial; Comida típica; Comida indígena;

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Lizandra Barcellos Ladeira, Adriana de Souza Lima

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.