Brasília consumindo-se

Alexandre Paredes Rigon

Resumo


A influência do Modernismo Brasileiro na formatação e construção de receitas e cardápios é o que justifica a confecção deste artigo. Para tanto, se utilizou do cardápio “Traço e forma”, criado para ser utilizado como uma experiência gastronômica durante o ano de comemoração às 60 primaveras de Brasília, cidade formatada nas bases desse modernismo. Da mesma maneira que o cardápio se apropria das formas para sua geração, digere do manifesto antropofágico as maneiras de como transformar esse apoderamento em sua propriedade, fazendo a cidade consumir a própria cidade.


Palavras-chave


Gastronomia; Brasília; Antropofagia; Autofagia; Modernismo; Food art.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Alexandre Paredes Rigon

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.