Tecnologias de intervenção em terapia ocupacional social: reflexões a partir de uma oficina de produção de fanzine no contexto prisional / Interventional technologies in social occupational therapy: reflections from a fanzine creation workshop in the pris

Waldez Cavalcante Bezerra, Clesiane Faustino dos Santos

Resumo


Este artigo reflete sobre o uso da produção de fanzine junto à população carcerária como tecnologia de intervenção em terapia ocupacional social, considerando a necessidade de investimentos teóricos e práticos que norteiem a ação profissional nesse campo de atuação. A experiência relatada ocorreu em instituição prisional da cidade de Maceió-AL, região Nordeste do Brasil. Observou-se que, ao se utilizar o fanzine como um recurso, foram ampliadas as oportunidades de: discussão e reflexão crítica sobre a sociedade e o cotidiano institucional; expressão livre de ideias; autonomia e satisfação pessoal em produzir algo; visibilidade social positiva acerca de quem o produziu.

 

This article reflects upon the using of fanzine production with the incarcerated population as a intervention technology in social occupational therapy, considering the necessity of investments both theoretical and practical to guide the professional acting in said field. The reported experience has occurred in a prison institution in the city of Maceió, state of Alagoas, northeast Brazil. It was observed that when using fanzine as a resource, many opportunities for discussion and critical reflection towards society and institutional routines were created, as well as expressing ideas freely, autonomy and self satisfaction in producing something; positive social visibility of who produced it. 

Keywords: Prisons, Social Vulnerability, Citizenship, Occupational Therapy/trends.

 

Este artículo reflexiona sobre el uso de la producción de fanzine junto a la población carcelaria como tecnología de intervención en terapia ocupacional social, considerando la necesidad de inversiones teóricas y prácticas que norteen la acción profesional en ese campo de actuación. La experiencia relatada ha ocurrido en una institución carcelaria de la ciudad de Maceió-AL, región Nordeste do Brasil. Se observó que, cuando se utiliza el fanzine como un recurso fueron ampliadas las oportunidades de: discusión y reflexión crítica acerca de la sociedad y el cotidiano institucional; expresión libre de ideas; autonomía y satisfacción personal en producir algo; visibilidad social positiva acerca de quién lo produce.

Palabras clave: Cárceles, Vulnerabilidad social, Ciudadanía, Terapia Ocupacional/tendencias.


Palavras-chave


Prisões; Vulnerabilidade social; Cidadania; Terapia Ocupacional/tendências

Texto completo:

PDF

Referências


Lopes RE. et al. Recursos e tecnologia em Terapia Ocupacional Social: ações com jovens pobres na cidade. Cad. Ter. Ocup. UFSCar. 2014; 22(3): 591-602. Disponível em: http://doi.editoracubo.com.br/10.4322/cto.2014.081

Lopes RE; Borba PLO; Monzeli GA. Expressão livre de jovens por meio do fanzine: recurso para a terapia ocupacional social. Saúde Soc. 22(3): 937-948. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v22n3/27.pdf

Magalhães H. O que é fanzine? São Paulo. Brasiliense; 1993.

Goffman E. Manicômios, prisões e conventos. São Paulo. Perspectiva; 2003.

Foucault M. Vigiar e Punir: nascimento da prisão. 30ª ed. Petrópolis. Vozes; 2005.

Barros DD. Terapia ocupacional social: o caminho se faz ao caminhar. Rev. Ter. Ocup. Univ. São Paulo. 15 (3): 90-97. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rto/article/view/13945/15763

Barros DD; Lopes RE; Galheigo SM. Terapia ocupacional social: concepções e perspectivas. In: Cavalcanti A; Galvão C. Terapia ocupacional: fundamentação e prática. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan; 2007. p. 347-353.

Lopes RE et al. Juventude pobre, violência e cidada¬nia. Saúde & Sociedade. 17(3): 63-76.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Interinstitucional Brasileira de Terapia Ocupacional - REVISBRATO



Indexado em:

      

       

    Resultado de imagem para REDIB